Mateus capítulo 10


(Mateus 10:1…) – E, CHAMANDO os seus doze discípulos, deu-lhes poder sobre os espíritos imundos, para os expulsarem, e para curarem toda a enfermidade e todo o mal.  Ora, os nomes dos doze apóstolos são estes: O primeiro, Simão, chamado Pedro, e André, seu irmão; Tiago, filho de Zebedeu, e João, seu irmão; Filipe e Bartolomeu; Tomé e Mateus, o publicano; Tiago, filho de Alfeu, e Plebeu, apelidado Tadeu; Simão o Zelote, e Judas Iscariotes, aquele que o traiu. Jesus enviou estes doze, e lhes ordenou, dizendo: Não ireis pelo caminho dos gentios, nem entrareis em cidade de samaritanos; Mas ide antes às ovelhas perdidas da casa de Israel; E, indo, pregai, dizendo: É chegado o reino dos céus. Curai os enfermos, limpai os leprosos, ressuscitai os mortos, expulsai os demônios; de graça recebestes, de graça dai.

O primeiro período da história da igreja, revelando a evolução da igreja apostólica. O centro da atividade era a bacia do mediterrâneo (regiões da Ásia, África, e Europa). A igreja operou através do ambiente cultural da civilização greco-romana e do ambiente político do império Romano. A igreja inicia seu “peso profético” = começa a proferir, anunciar uma mensagem, com visão futurística, isto é, de um acontecimento futuro, trazendo uma mensagem do Deus Altíssimo.

Jesus chama-os (os 12 escolhidos) para uma missão especial, seriam companheiros constantes, missionários, embaixadores, apóstolos (enviados). Os 12 apóstolos, cada qual com sua peculiaridade, cada qual com sua função pessoal, mas todos aceitaram O CHAMADO. Todos possuíam um peso profético, ao qual o próprio nome predizia : Pedro (pedra), André (varonil), João (graça ou favos de Deus), Tomé (Dídimo=gêmeo), etc..

Em especial Judas, forma grega do significado hebraico Judá (louvor, adoração). Iscariotes, ele era homem de queriote. Todos eles aceitaram o chamado de Cristo, sabiam desde criança o peso profético sobre suas vidas. Andavam com Cristo, falavam com Cristo, sentiam o cheiro de Cristo, e comissionavam com Cristo.

JOÃO 12:4-6. (MARCOS cap.. 14). Jesus estava em Betânia, casa de Simão, o leproso. Alguns dias dali seria a páscoa e os escribas e sacerdotes tramavam como haveriam de prendê-lo.

(Marcos 14:10) – E Judas Iscariotes, um dos doze, foi ter com os principais dos sacerdotes para lho entregar. Judas vendera Jesus. Na ceia Jesus disse que na verdade estava escrito, mas ai daquele que havia traído. (M 14:21).

(Marcos 14:21) – Na verdade o Filho do homem vai, como dele está escrito, mas ai daquele homem por quem o Filho do homem é traído! Bom seria para o tal homem não haver nascido. Jesus estava no Getsêmane, monte das oliveiras, e Judas identificou Jesus pelo peso profético que ele havia herdado. (M 14:45).

(Marcos 14:45) – E, logo que chegou, aproximou-se dele, e disse-lhe: Rabi, Rabi. E beijou-o. Judas o beijou, no hebraico, o beijo significa, louvor ou adoração. Judas deturpa através de um ato, seu destino profético. Ele termina o ministério pendurado em uma forca, ele se matou.

CRUXIFICAÇÃO. IGREJA E Apóstolos.

Jesus, não tem problema nenhum em nos abençoar e nos exaltar, HB 2, faz referência que devemos devolver a glória que ele nos dá. A questão é, qual a nossa motivação? Quais nossas expectativas ao lado de Jesus? Vemos-nos biblicamente que os homens que cumpriram o chamado de Jesus foram evidenciados, através de seus atos:

-Pedro : cap. 2 de Atos, quase 3000 almas, aceitaram Jesus e foram batizadas; Pedro e João : cap. 3, diante do coxo, disseram levanta e anda, e coxo foi curado; Filipe e o Eunuco : cap. 8 de Atos, evangelizando, ensinado e batizando o eunuco; Saulo se converte : cap. 9 de Atos, Saulo se converte, e se transforma em um grande missionário, em Atos 19 diz que pessoas recebiam o espírito santo e que através da oração nas roupas dos doentes, ao pó-las eles eram curados e espíritos imundos saíam deles; João : preso na ilha de Patmos, já de idade avançada, ele é arrebatado, e Jesus lhe mostra a revelação dos últimos dias.

Sabe por que eles foram evidenciados, pois cumpriram o seu peso e chamado profético:

-demonstravam que a igreja é uma instituição divina e não humana;

-cumpriam a função da igreja, deles exalavam sinais, prodígios e maravilhas;

-anunciavam que Jesus é o mesmo ontem, hoje e eternamente.

Anúncios

Sobre Cadu Rinaldi

Teologia e Reino de Deus
Esse post foi publicado em Cadu Rinaldi e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s