Todos os cristãos devem vestir sua armadura contra os inimigos de suas almas


armadura_022 Efésios 6 Versículos 10-18

A força e o valor espiritual são necessários para nossa guerra e sofrimento espiritual. os que desejam demonstrar que têm a graça verdadeira consigo, devem apontar a toda graça; e colocar-se toda a armadura de Deus, que Ele prepara e dá. a armadura cristã está feita para ser usada e não é possível deixá-la até que  tenhamos terminado nossa guerra e finalizado a nossa carreira. O combate não é tão só contra inimigos humanos, nem contra a nossa natureza corrupta; devemos enfrentar-nos com um inimigo que tem milhares de formas de enganar as almas instáveis. Os diabos nos assaltam nas coisas que correspondem a nossas almas e se esforçam por apagar a imagem celestial de nossos corações.

Devemos resolver, pela graça de Deus, não render-nos a Satanás. Resistam-lhe, e fugirá de vocês. Se cedermos, ele se apoderará do terreno. Se desconfiarmos de nossa causa, de nosso Líder ou de nossa armadura, lhe damos vantagem.

Aqui se descrevem as diferentes partes da armadura dos soldados bem apetrechados, que devem resistir os assaltos mais ferozes do inimigo. Não há nada para as costas; nada que defenda os que se retiram da guerra cristã.

A verdade ou a sinceridade é o cinto. Este rodeia as outras partes da armadura e é mencionado em primeiro lugar. não pode haver religião sem sinceridade.

A justiça de Cristo, imputada a nós, é uma couraça contra os dardos da ira divina. A justiça de Cristo, implantada em nós, fortifica o coração contra os ataques de Satanás.

A resolução deve ser como as peças da armadura para resguardar as partes dianteiras das pernas, e para afirmar-se no terreno ou caminhar por sendas escarpadas, os pés devem estar protegidos com a preparação do evangelho da paz. Os motivos para obedecer em meio das provações devem extrair-se do caro conhecimento do evangelho.

A fé é todo em tudo na hora da tentação. A fé, ter a certeza do que não se vê, como receber a Cristo e os benefícios a redenção, e desse modo, derivar a graça dEle, é como um escudo, uma defesa em toda forma. O diabo é malvado. As tentações violentas, pelas quais a alma se acende com o fogo do inferno, são dardos que Satanás nos lança. Além disso, os maus pensamentos contra Deus e nós mesmos. A fé que aplica a Palavra de Deus e a graça de Cristo, é a que apaga os dardos da tentação.

A salvação deve ser nosso capacete. A boa esperança de salvação e a expectativa bíblica da vitória, purificam a alma e impedem que seja contaminada por Satanás.

O apóstolo recomenda ao cristão armado para a defesa na batalha, uma única arma de ataque, a qual é suficiente: a espada do Espírito, que é a palavra de Deus. Submete e mortifica os maus desejos e os pensamentos blasfemos a medida que surgem adentro; e responde à incredulidade e ao erro a medida que assaltam desde fora. Um único texto bem entendido e retamente aplicado, destrói de uma vez só a tentação ou a objeção e submete o adversário mais formidável.

A oração deve assegurar todas as outras partes de nossa armadura cristã. Há outros deveres da religião e de nossa posição no mundo, porém devemos manter o tempo para orar. Embora a oração solene e estável possa não ser factível quando há outros deveres que cumprir, de todos modos as orações piedosas curtas que são lançadas são sempre como dardos.

Devemos usar pensamentos santos em nossa vida diária. O coração vão também será vão para orar. Devemos orar com toda classe de oração, pública, privada e secreta; social e solitária; solene e espontânea; com todas as partes da oração: confissão de pecado, petição de misericórdia e ação de graças pelos favores recebidos. E devemos fazê-lo pela graça de Deus Espírito Santo, dependendo de seu ensino e conforme com ele. devemos perseverar em pedidos particulares apesar do desânimo. Devemos orar não só por nós, senão por todos os santos. Nossos inimigos são fortes e nós não temos força, mas nosso Redentor é todo-poderoso, e no poder de sua força podemos vencer. Por isso devemos animar-nos a nós mesmos. Não temos deixado de responder repetidas vezes, quando Deus tem chamado? Pensemos nessas coisas e continuemos orando com paciência.

Por  Matthew Henry

Anúncios

Sobre Cadu Rinaldi

Teologia e Reino de Deus
Esse post foi publicado em Cadu Rinaldi e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s