Adoração: Princípios motivadores de um adorador


1-Quem és tu? Quem é você em Deus?

A identidade é o conhecimento da verdade divina a cerca de si mesmo, nas diversas áreas e condições de existência. Quando vc entende quem é você em Deus, há uma produção em nós de uma sábia aventura no que Deus te presenteou, claro, exercendo o poder da fé. Você se encontra em um ministério personificado, quando vc se revela a Deus.

Ex: (Mateus 16:13) – E, chegando Jesus às partes de Cesaréia de Filipe, interrogou os seus discípulos, dizendo: Quem dizem os homens ser o Filho do homem? (Mateus 16:14) – E eles disseram: Uns, João o Batista; outros, Elias; e outros, Jeremias, ou um dos profetas.(Mateus 16:15) – Disse-lhes ele: E vós, quem dizeis que eu sou? (Mateus 16:16) – E Simão Pedro, respondendo, disse: Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo. (Mateus 16:17) – E Jesus, respondendo, disse-lhe: Bem-aventurado és tu, Simão Barjonas, porque to não revelou a carne e o sangue, mas meu Pai, que está nos céus. (Mateus 16:18) – Pois também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela;

Ex: (Mateus 4:3) – E, chegando-se a ele o tentador, disse: Se tu és o Filho de Deus, manda que estas pedras se tornem em pães.

Satanás tenta deturpar justamente quem somos em Cristo Jesus, por isso a segurança de termos a identidade de adoradores diante de Deus.

A essência da adoração é a entrega total ao Deus vivo de quem somos.

2-Fuga da imoralidade.

(Apocalipse 17:3) – E levou-me em espírito a um deserto, e vi uma mulher assentada sobre uma besta de cor de escarlata, que estava cheia de nomes de blasfêmia, e tinha sete cabeças e dez chifres. (Apocalipse 17:4) – E a mulher estava vestida de púrpura e de escarlata, e adornada com ouro, e pedras preciosas e pérolas; e tinha na sua mão um cálice de ouro cheio das abominações e da imundícia da sua prostituição; (Apocalipse 17:5) – E na sua testa estava escrito o nome: Mistério, a grande Babilônia, a mãe das prostituições e abominações da terra.

O sistema imposto contra Deus, trabalha dia e noite.

A imoralidade destrói a alma, envergonha, vive-se em estado perpétuo de perverter a identidade, sendo ao mesmo tempo atrativo, viciante e acumulativo.(PV 6:32-33).

O sistema tenta tornar-te perverso: tornar-se mau; corrompido; depravado; mudanças pessoais; alteração na sua identidade.

3-São fundamentais : MOTIVAÇÃO=PRINCÍPIO.

Motivação errada ou princípio errado, sempre gera morte.

Exemplos:

Davi, ao trazer a arca à Jerusalém, Uzá foi fulminado. Motivação certa, princípio errado (não era para trazer no carro de Deus).

Safira e Ananias, uma grande oferta, princípio correto, motivação errada, tiraram uma parte da oferta para eles.

4- A essência da adoração é algo natural (entrega total).

(Jeremias 33:22) – Como não se pode contar o exército dos céus, nem medir-se a areia do mar, assim multiplicarei a descendência de Davi, meu servo, e os levitas que ministram diante de mim.(hebreus 7).

Existe um Reino, que vai além de uma reunião denominacional, vai além de uma reunião eclesiástica, esse Reino tem um Rei, e se tornará incontável essa geração que ministrará diante do Senhor, uma geração chamada geração de Davi. (Apocalipse 22:16) – Eu, Jesus, enviei o meu anjo, para vos testificar estas coisas nas igrejas. Eu sou a raiz e a geração de Davi, a resplandecente estrela da manhã.

Vamos entender:

-Davi: hebraico significa amado;

-geração : ramificação de gerar, um grupo de pessoas do mesmo sangue ou período de existência. (Mateus 1:17) – De sorte que todas as gerações, desde Abraão até Davi, são catorze gerações; e desde Davi até a deportação para a Babilônia, catorze gerações; e desde a deportação para a Babilônia até Cristo, catorze gerações. Depois de Jeconias, no verso 12, conta-se 13 gerações, qual é a 14? A igreja de Cristo.

Profeticamente isto significa, que nós temos em nós o mesmo teor de vitalidade de 1042 ªC, temos a mesma vitalidade dos acontecimentos da presença de Deus de uma forma sobrenatural como o daquela época, dos 40 anos em Israel.

(Salmos 89:4) – A tua semente estabelecerei para sempre, e edificarei o teu trono de geração em geração. Função do adorador.

5- Adorador profético.

O rei Davi foi: pastor, músico, sacerdote, guerreiro, adorador, profeta.

Davi adorava profeticamente, músico profeta, vide salmos 45 (união entre Cristo e a igreja) ;24 (domínio universal de Deus, Deus é o rei da glória);23 (Senhor como pastor); etc.

Adorar é profetisar os céus abertos sobre nós.

6-Obediência.

Não existe hora adorador, hora desertor. CUIDADO.

(Apocalipse 2:14) – Mas algumas poucas coisas tenho contra ti, porque tens lá os que seguem a doutrina de Balaão (profeta de Deus seduzido por ofertas), o qual ensinava Balaque a lançar tropeços diante dos filhos de Israel, para que comessem dos sacrifícios da idolatria, e se prostituíssem.

Satanás e seus anjos. Lúcifer: latim portador de luz.

Evidências desse espírito desertor:

-adorador acha que a presença de Deus está em suas mãos. Ex Uzá (força).

-adorador se transforma em animador de platéia.

-adorador se torna religioso, levado a mesmice.

7- Vontade é de Deus. “Seja feita a tua vontade”.

Agradar á Deus é compreender e cumprir sua vontade.

(João 4:24) – Deus é Espírito, e importa que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade.

O que satisfaz ao Senhor é que seus filhos, os adoradores o adorem, entrega total a presença de Jesus.

8-Adoração é igual AÇÃO x REAÇÃO.

-adoração intensifica nossa comunhão com Deus.

-adoração traz cura :física,emocional,espiritual.

-adoração produz gozo. A alegria do Senhor é nossa força.

-adoração traz os pecados a tona ( LC 1:79).

-adoração nos transporta ao mundo espiritual, sobrenatural (CL 3:2-4).

-adoração “treina” nossos ouvidos, olhos espirituais.

-adoração atrai a presença de Deus, Deus é entronizado no meio dos louvores.

-adoração estabelece o trono do Senhor na igreja.

9-Gerar santidade.

A presença de Deus é santa.

10-O adorador vive o sobrenatural.

(Efésios 5:18) – E não vos embriagueis com vinho, em que há contenda, mas enchei-vos do Espírito;

(Efésios 5:19) – Falando entre vós em salmos, e hinos, e cânticos espirituais; cantando e salmodiando ao Senhor no vosso coração;

(I Corintios 14:15) – Que farei, pois? Orarei com o espírito, mas também orarei com o entendimento; cantarei com o espírito, mas também cantarei com o entendimento. É uma arma contra o inimigo o cantar em línguas.

Anúncios

Sobre Cadu Rinaldi

Teologia e Reino de Deus
Esse post foi publicado em Cadu Rinaldi e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s