Relacionamento Constante


As pessoas precisam de dois tipos de relacionamento para cres­cer: o divino e o humano. Se você ajuda as pessoas as crescer, veja como elas estão ligadas ao Cristo que habita em seu interior. Seja qual for o problema ou conflito, a ligação deve vir em primeiro lu­gar. É tão importante quanto checar o tanque de gasolina antes de fazer uma viagem de carro.

Grande parte desse processo resume-se em aprender a tornar-se consciente de Jesus. Nossa tendência natural é usar apenas os cinco sentidos para experimentar este mundo e suas realidades. Entretan­to, a Bíblia ensina que a realidade espiritual é muito mais do que um conceito ou idéia; é tão real quanto o mundo físico. As pessoas no processo de crescimento precisam saber que estar consciente, aber­to e ser dependente de Jesus é um exercício diário da vida. Por exem­plo, com o passar do tempo, tornei-me mais enraizado e edificado nele (Cl 2.7), peço mais ajuda ou sabedoria a Jesus em algumas situ­ações. As respostas variam. Às vezes, sinto uma necessidade urgente de fazer ou parar de fazer alguma coisa. Às vezes, uma passagem do evangelho me vem à mente e reflete o ensinamento de Jesus sobre o problema que estou enfrentando naquele momento.

Se você é um condutor do crescimento, verá que pessoas que se machucaram em algum relacionamento têm dificuldade de confiar em Deus ou em qualquer pessoa. Outras se tornam emocionalmen­te alheias a ponto de se tornarem auto-suficientes e isoladas. Para elas, a Presença que habita dentro de nós pode não ter nenhum signi­ficado. Alegram-se por Jesus existir, mas não sabem o que fazer com ele. Ou podem até considerá-lo perigoso, porque enxergam todo re­lacionamento dessa forma.

Ajude essas pessoas a ver que Deus é bom, que Jesus habita no coração dos crentes e que o relacionamento de confiança produz coisas boas.

Em primeiro lugar, Jesus está “conosco”. Jesus se foi para estar com o Pai, mas ele também vive no coração de cada crente: “E eu estarei sempre com vocês, até o fim dos tempos” (Mt 28.20). Pela fé, ele vive em nós:”… para que Cristo habite no coração de vocês median­te a fé” (Ef 3.17). Isso significa que temos um relacionamento per­manente e seguro com ele. De forma misteriosa, Jesus e o Espírito Santo habitam em nós. No próximo capítulo, examinaremos me­lhor a presença do Espírito em nós.

No Antigo Testamento, Deus habitava no santuário. Agora as pes­soas são o santuário (1 Co 3.16). Com Jesus temos uma ligação pessoal e ativa com Deus. Essa é uma fonte imensa das coisas boas que as pesso­as precisam para o crescimento espiritual.

Anúncios

Sobre Cadu Rinaldi

Teologia e Reino de Deus
Esse post foi publicado em Cadu Rinaldi. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s