O papel da tecnologia na permanência de alunos na escola bíblica do século XXI.


tecnologia e educaçãoÉ uma das grandes preocupações dos Gestores de instituições de ensino religioso. E, quando pensamos nos motivos pelos quais os alunos que trocam de escola ou de cursos,  não tem prazer na escola bíblica local, não demonstram interesse na escola de líderes cristãos, evasão nas escolas ministeriais; então surgem diversos questionamentos: a que essa troca está associada? Que tipo de incentivo existe para a retenção do aluno na instituição? Como reconectar a escola à realidade do estudante? Que caminhos a escola do futuro deve trilhar? Talvez todas essas perguntas tenham como resposta uma única palavra-chave: tecnologia.

Que falta a tecnologia faz?

A tecnologia é uma conhecida ferramenta das instituições de ensino para facilitar a aprendizagem deixar os alunos mais engajados em aprender e, na era da comunicação, não dá para imaginarmos uma sala de aula sem ela. De alguma forma o facilitador deve desenvolver o ensino aprendizagem com auxílio de novas ferramentas.

Um dos principais desafios da educação religiosa dessa geração  é incluir a tecnologia de forma efetiva dentro das escolas religiosa e cursos teológicos ou de capacitação para os mesmos fins, explorando as inúmeras potencialidades da internet e das ferramentas digitais aplicadas ao ensino. Claro ! Sem fugir do fundamento e da ideia exponencial que deve ligar a teoria a prática.

A falta da tecnologia ou a sua utilização de forma equivocada pode levar o aluno se desinteressar pelo conteúdo e, consequentemente pela escola eclesiástica. Esse desinteresse resulta em problemas como o baixo rendimento, indisciplina e é claro, a evasão. Evasão sendo esta, o problema atual das instituições que geram conteúdo sem ter as inovações desejadas para criar um ambiente funcional em uma educação atual.

O uso da tecnologia para reter os alunos na instituição cristã.

Atender de forma eficaz a uma geração que nasceu e se desenvolveu em meio a uma verdadeira revolução digital não é uma tarefa das mais fáceis, mas é muito importante. Afinal, não há dúvidas de que a equação tecnologia mais práticas educacionais inovadoras traz resultados positivos.

Desde o uso de aplicativos relacionados a educação e a comunicação de informações e detalhes de aulas e trabalhos extra sala de aula.

Rapidez e objetividade na informação são características que este novo público preza, inclusive na escola bíblica, nos institutos eclesiásticos, sendo ele de graduação ou não. Por isso, é de extrema importância utilizar as ferramentas disponíveis e investir em algo compatível com essa urgência que se instalou também no próprio ambiente escolar.

O aumento na utilização de dispositivos móveis, como tablets e smartphones, já sinalizou para a importância de trabalhar o ensino através de aplicativos e plataformas. Ao trazer o conteúdo para as telas, o professor torna a aprendizagem mais ampla e ilimitada, tira a aula do lugar comum e promove uma leitura cheia de atrativos. Assim como aulas enviadas via web através de plataformas de vídeos e sites especializados em capitar e reter alunos através de aulas EAD.

Utilizar a formação continuada.

Já vimos que uma política de educação digital não é fundamentada somente em colocar o aluno na frente de um computador ou dispositivo móvel. Ela vai muito além. E precisa de três aliados fortes: infraestrutura, conteúdo e formação de professor. Este último pode ser a mola propulsora capaz de transformar a escola e colocá-la em harmonia com a realidade dos estudantes.

Para os especialistas, o aluno não tem que copiar a matéria e decorar aquele conteúdo para a prova. Esse modelo de estudo já está completamente ultrapassado. O estudante precisa assumir o papel de protagonista no seu aprendizado. Assim, irá aprender a melhor forma de estudar, o que é de seu interesse e como gerir seus conhecimentos. Levando em consideração a praticidade dos cursos teológicos e bíblicos, mesmo que aplicados em Igrejas locais. Pois a existência subsiste para que a teoria traga reflexos práticos e rápidos. Mas, para que isso aconteça, o professor precisa ser colocado como observador do próprio processo de capacitação e de sua reorganização estrutural. Criar estratégias e condições para que este caminho seja trilhado é essencial para que mudanças aconteçam. O trabalho do gestor deve estar inteiramente ligado aos olhares da autoridade da sala de aula, no caso o professor. Um trabalho contínuo de gestão e prestação de conteúdo com práticas.

Com a tecnologia, necessário mudança de cultura.

Embora a tecnologia seja importante para a autonomia do aluno, podemos dizer com toda certeza: ela é uma vertente essencial da inovação, mas não é a única. Para que o modelo de ensino seja reinventado não basta somente comprar lousas digitais, computadores, uso da web como pesquisa em sala durante a aula, assim como uso de tablets. Inovar não é só adotar as novas tecnologias. É mudar toda a cultura do ensino e a forma de organização; é começar a pensar diferente.

Os educadores devem, portanto, entender a inovação como um elemento estimulador de novas formas de aprender e de ensinar. É possível fazer uso de metodologias, que tenham alguma contribuição tecnológica, instigando os facilitado e estimulando suas capacidades para lidar com as novas mídias de forma prazerosa e eficiente, explorando todos os benefícios que elas podem trazer para as suas vidas.

Texto: Grupo WPensar, adaptação Cadu Rinaldi.

Gostou do artigo? Gostaria de receber semanalmente artigos como este em seu e-mail? Além disse receberá inteiramente grátis um e-book !!! Basta se cadastrar no blog e vamos juntos crescer em conhecimento.

CLIQUE AQUI E CADASTRE-SE

Está gostando dos estudos ? Quer potencializar seu departamento educacional cristão?

Conheça o E-book “Impacto Educacional”, voltado para formação e capacitação de novos docentes educacionais cristãos. Clique na imagem e saiba mais:

IMPACTO EDUCACIONAL

Sobre Cadu Rinaldi

Teologia e Reino de Deus
Esse post foi publicado em aula bíblica, curso bíblico, debq, discipulado, educação bíblica, educação cristã, escola bíblica, escola de líderes, evasão, facilitador, gestão cristã, gestor cristão, inovação, itq, mqcc, tecnologia, teologia e marcado , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s